Barão de Mauá

Notas

 

1. http://www.cce.ufsc.br/~nupill/literatura/gauchescos.html. Acessado em 02.05.2007.
2. FRAGOSO, J. L. Homens de grossa aventura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1998, p.142.
3. Segundo Cláudio Ganns (1896–1960), bisneto de Mauá, no prefácio da Autobiografia de Mauá. Rio de Janeiro: Zélio Valvede, 1942, p.15.
4. GRAHAM, Maria. Diário de uma viagem ao Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional,1956, p.174.
5. Contado por Ganns, op. cit., p.20.
6. MORALES DE LOS RIOS FILHO, Adolfo. O Rio de Janeiro Imperal. Rio de Janeiro: Topbooks, 2002, p.442.
7. Contado por Ganns, op. cit., p.21.
8. MORALES DE LOS RIOS FILHO, Adolfo. Op. cit., p.63.
9. DAWSON, Frank Griffith. A primeira crise da dívida latino-americana. São Paulo: Editora 34, 1998, p.128.
10. Ganns, op. cit., p.22.
11. As informações sobre a sociedade Irineu–Carruthers e a casa de Santa Teresa estão em faria, Alberto de. Mauá, Rio de Janeiro: Pongetti, p.70-3.
12. HOBSBAWM, Eric. A era das revoluções. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977, p.69.
13. DICKENS, Charles. Tempos difíceis. São Paulo: Clube do Livro, 1969, p.27.
14. Sobre isso, ver conrad, Robert Edgar. Tumbeiros – O tráfico escravista para o Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1985, p.146.
15. SMITH, Adam, A Riqueza das Nações. v.iv,cap.ii, col. Os Economistas. São Paulo: Nova Cultural, 1996, p.436-8.
16. Idem, p.346.
17. VIOTTI DA COSTA, Emília. Da Monarquia à República – momentos decisivos. São Paulo: Unesp, 1998, p.133-4.
18. Brasil. Ministério da Fazenda. Proposta e Relatório apresentados à Assembléia Legislativa pelo Ministro e Secretário d’Estado dos Negócios da Fazenda, Manoel Alves Branco. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1845. Citado por Sodré, História da burguesia brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1876, p.113.
19. CARDOSO DE MELLO, João Manuel. O capitalismo tardio. Campinas: Unicamp, ie, 1998, p.77.
20. PRADO JR., Caio. História econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1965, p.157.
21. As informações sobre a aquisição da Ponta de Areia são de notas de Cláudio Ganns a Exposição aos credores, de Visconde de Mauá. Rio de Janeiro: Zelio Valverde, 1942, p.107-11.
22. GUIMARÃES, Carlos Gabriel. Bancos, economia e poder no segundo reinado: o caso da Sociedade bancária Mauá. MacGregor & Companhia (1854-1866), Tese de Doutoramento em História Econômica da fflch-usp: São Paulo, 1997, p. 21.
23. FARIA, Alberto, op.cit., p.135.
24. CERVO, Amado Luiz e Bueno, Clodoaldo, História de política exterior do Brasil. Brasília: Editora unb, 2002, p.60.
25. FARIA, Alberto de, op. cit. p.148.
26. Citado por Cláudio Ganns em Explicação, introdução à autobiografia do Barão de Mauá, p.120.
27. GUIMARÃES, Carlos Gabriel. Bancos, economia e poder no segundo reinado: o caso da Sociedade bancária Mauá. MacGregor & Companhia (1854-1866), Tese de Doutoramento em História Econômica da fflch-usp: São Paulo, 1997, p. 18.
28. FARIA, Alberto de, op. cit. p.233.
29. Segundo Guimarães, op. cit. p.141, as taxas foram: 1852 – 5,5%, 1853 – 7,5%, 1854 – 8%.
30. FARIA, Alberto de, op. cit. p.239.
31. MÜLLER, Elisa. Moedas e bancos no Rio de Janeiro no século XIX, mimeo. s.n. s.l. s.d.
32. JURUÁ, Ceci Vieira. ppp – Os contratos de Parceria Público-Privada. Em http://www.lpp-uerj.net/outrobrasil/Referencias_Destaque.asp?Id_Sub_Referencia=14. Acessado em 02.03.2004.
33. NUNES, Ivanil. As ferrovias em São Paulo – 1860/1960. Em http://www.angelfire.com/ar/ufa/ferrovia.html. Acessado em 02.06.2007.
34. FARIA, Alberto de, op. cit. p.50.
35. BESOUCHET, Lídia. Mauá e seu tempo. Anchieta: São Paulo, 1942, p.97.
36. BESOUCHET. op. cit., p.96.
37. GUIMARÃES, Carlos Gabriel, op. cit., p. 206.
38. Idem, p.207-14.
39. Citado por WERNECK SODRÉ, Nelson. História da burguesia brasileira, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976, p.130.
40. www.rothschild.com.br/hist.htm.
41. MENDONÇA, Renato. Um diplomata na corte da Inglaterra, Brasília: Edições do Senado Federal, 2006, p.179.
42. MENDONÇA, Renato. op. cit., p.268.
43. DORATIOTO, Francisco. Maldita guerra, São Paulo: Companhia das Letras, 2002, p.257.
44. PRADO JR., Caio. História econômica do Brasil, São Paulo: Brasiliense, 1965.
45. A maior parte das informações das atividades bancárias de Mauá vem de guimarães, Carlos Gabriel, op. cit.
46. POMER, Leon. A guerra do Paraguai, a grande tragédia rioplatense, São Paulo: Global, 1980, p.87.
47. DORATIOTO, Francisco. Maldita guerra, São Paulo: Companhia das Letras, 2002, p.59.
48. Citado por Besouchet, op. cit., p.217.
49. FARIA, Alberto, op. cit., p.77.
50. BESOUCHET, op. cit., p.220-3.
51. FARIA, Alberto, op. cit., p.225.
52. GANNS, Cláudio, op. cit., p.284.
53. AZEVEDO, Arthur. O Rio de Janeiro em 1877. VirtualBooks. Formato: e-book/pdf.
54. GANNS, op. cit., p.159.