Capítulo Onze

Imagens – Prestígio e Turbulência

1852–1860

Referencias

01. Retrato de Araújo Lima, Marquês de Olinda – Óleo sobre tela, s.d. – Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco

02. Canal do Aterrado, atual canal do Mangue – Revert Henrique Klumb – Fotografia, c. 1860 – Coleção particular

03. Aterro Grande, perto do Túnel Grande ao lado Sul – Litogravura em Estrada de Ferro D. Pedro II, s.d. – Fundação Biblioteca Nacional

04. Na última década do século XIX, as ferrovias se disseminam. Ação da Companhia Estrada de Ferro Oeste de Minas – Impresso/manuscrito, 20 de junho de 1891 – Coleção particular

05. Estrada de Ferro D.Pedro II – litogravura, s.d. – Museu Histórico da Cidade
do Rio de Janeiro

06. Estrada de Ferro D. Pedro II Litogravura colorida – Fundação Biblioteca Nacional

07. Nota de Promissória da Sociedade Bancária – Mac Gregor & Cia., c. 1850 – Museu Histórico Nacional

08. Inauguração da Estrada de Ferro D. Pedro II – J. G. Costa – Litogravura, s.d. – Fundação Biblioteca Nacional

09. Ponte sobre o rio Santana – Fundação Biblioteca Nacional

10. Ponte sobre o primeiro canal do rio da Paraíba perto da Fazenda da Boa Vista – Litogravura em Estrada de Ferro D. Pedro II, s.d. – Fundação Biblioteca Nacional

11. Retrato de Antonio José Alves Souto – Antonio Rodrigues Duarte – Óleo sobre tela, s.d. – Beneficência Portuguesa do Rio de Janeiro

12. Um dos primeiros investimentos de Mauá foi a Companhia de Bondes do Rio de Janeiro, em 1851. O transporte coletivo mudou os hábitos de convívio dos cariocas e tornou-se quase uma instituição. Acima, desenho de Pereira Netto na Revista Illustrada de 3 de novembro de 1888. – Litogravura, 1888 | Acervo Gilberto Maringoni

13. Inauguração das obras de abastecimento d’água à cidade do Rio de Janeiro em 12 de dezembro de 1876 – Clovis Arrault – Litogravura, 1876 – Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro

14. Passeio da Praça da Confluência e residência do Barão de Mauá entre 1860-1870 – Pedro Hels – Fotografia p&b em papel albuminado em vistas de Petrópolis – Fundação Biblioteca Nacional